Carnaval 2013: Confira o que aconteceu neste Carnaval da Sapucaí e algumas fotos na sessão “Eventos e Fotos” do Blog do Grupo Mônaco de Cultura

· Cidade, Cultura
Autores


Beija-Flor: Abre-alas lembra pré-história

SAM_1919
SAM_1954
 
O Carnaval Carioca (11/02/2013)

Para remeter ao surgimento do cavalo, a Beija-Flor começa seu carnaval com a pré-história. O abre- alas do enredo Amigo Fiel” trouxe  homens das cavernas acompanhados de pequenos eqüinos.

Todo em palha, o segundo carro lembra a agricultura, primeira atividade para onde os cavalos foram utilizados. Também houve setores mostrando guerreiros, ciganos e nobres. O desfile terminou com uma alegoria homenageando o próprio mangalarga marchador, com direito a uma chafariz.

Mangueira relembrará seus baluartes

SAM_1895

SAM_1910
 
O Carnaval Carioca (11/02/2013)

O início de desfile da Mangueira contou com um trem repleto de representações de seus baluartes inesquecíveis. Comandado por um ator vestido como Mestre Delegado ( que faleceu no ano passado), a máquina trouxe ainda nomes como Cartola, Dona Zica e Carlos Cachaça.

A favela da verde e rosa esteve no abre-alas do enredo “Cuiabá: Um Paraíso no Centro da América!”. As grandes atracões foram as duas baterias que desfilaram.

Grande Rio: Iguana gigante como tripé

 
O Carnaval Carioca (11/02/2013)

A grande sensação do barracão da Grande Rio era uma iguana gigante e colorida que andou pela Sapucaí. O tripé virou no setor da preservação ambiental, dentro do enredo “Amo o Rio e vou à luta: Ouro negro sem disputa… Contra a injustiça em defesa do Rio”.

A escola também apostou em muitas acrobacias em estruturas metálicas, como as que foram no abre-alas em forma de plataforma e refinaria de petróleo.

São Clemente fez uma viagem pelas novelas

SAM_1858

 
 
O Carnaval Carioca (11/02/2013)

“Que Rei sou eu?”, “Selva de Pedra”, “Tieta” e “Caminhos das Índias”. Quem não se lembra dessas novelas que vão virar carros alegóricos no desfile da São Clemente ontem?

O público reconheceu personagens que marcaram a história da televisão brasileira. Dona Redonda, Carminha e Odete Rotiman estão entre eles. A bateria foi fantasiada de Crô.

A escola também preparou vários tripés, que representaram folhetins como “Mulheres de areia”, “Dancing days” e “Cheias de charme”.

Salgueiro faz o desfile mais correto de domingo
 
O Carnaval Carioca (11/02/2013)

Como se esperava, não houve nada de excepcional na primeira noite de desfiles do Grupo Especial. O principal concorrente ao título, até agora, é o Salgueiro, que se apresentou sem erros, mas também sem muita empolgação. Com um desfile correto, a vermelha-e-branca cantou “Fama”, com um abre-alas todo feito em Led e uma ala inicial de estrelas iluminadas em neon branco. O carnavalesco Renato Lage mostrou seu talento ainda nas alegorias do Egito e Baile de Mascaras, mas deixou muito a desejar no simples Photoshopping e em algumas fantasias.

A esperada Tijuca deve parar de sonhar com o inédito bicampeonato devido aos problemas com carros. Ainda na armação, o abre-alas bateu na grade do setor 1, prejudicando parte da decoração. Houve preocupações também na pista, com componente passando mal na segunda alegoria. Martelos flutuantes e deuses que pareciam levitar foram as atrações da comissão de frente do enredo “Desceu num raio, é trovoada! O deus Thor pede passagem para mostrar nessa viagem a Alemanha encantada”.

Com um visual nitidamente modesto (o barracão só funcionou pra valer a partir de janeiro) e sem plumas nas alas, a Mocidade (“Eu Vou de Mocidade com Samba e Rock In Rio – Por um mundo melhor”) compensou com canto forte e uma bateria dando show de bossas.

No centenário de Vinícius de Moraes (“Vinícius no Plural. Paixão, Poesia e Carnaval”) a Ilha levou para a Avenida belas fantasias e alegorias, mas pecou no samba mediando, que não empolgou. Na comissão de frente insulana, personagens como Noé, Garota de Ipanema e Exú (todos cantados pelo Poetinha) saíam de livros.

Estreante no Especial, a Inocentes falou sobre a Coréia do Sul (“As Sete Confluências do Rio Han”) e apostou em sambistas experientes como o intérprete Wantuir e o casal Rogerinho e Lucinha para tentar ficar no grupo.

Fechando a noite, a Portela festejou 90 anos cantando a sua Madureira (“Madureira…o meu coração se deixou levar”). Visivelmente, a tradicional agremiação não conseguiu fazer todo o projeto do carnavalesco Paulo Menezes, usando materiais mais alternativos e com alguns pecados em acabamentos. Porém, o ótimo samba defendido por animados componentes foram o diferencial do desfile.

E ontem teve escolas fortes como Beija-Flor, Vila Isabel e Mangueira, que prometem vir para brigar. Grande Rio, Imperatriz e São Clemente também se apresentam nesta segunda. Será que a campeã ainda vai passar?

Confira algumas fotos na Sessão “Eventos e Fotos” do Blog do Grupo Mônaco de Cultura (clique aqui). e não deixe de acompanhar a vencedora deste ano no Carnaval do Rio de Janeiro de 2013.


Fonte: O Carnaval Carioca

Fotos: Cláudio Barbosa

por Cláudio Barbosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: